10 de dezembro de 2013

Mais bordados


Olá a todos!
Resolvi dar continuação ao post anterior e falar um pouco mais sobre bordados e recortes em tule e renda, só que desta vez vou ser um pouco mais detalhista e mostrarei também as ferramentas que uso e como faço os meus bordados e aplicações.
Outro detalhe sobre este post é que vou exemplificar sempre com vestidos de noiva, desta forma atendo ao pedido de algumas leitoras-noivas que, assim como eu, irão confeccionar o próprio vestido de casamento!
Então meninas mão a obra que o trabalho é enorme!!!


Vestido de tule bordado Zuhair Murad - Foto reprodução


Desvendando os mistérios:

Material:

Tule de seda ou de lycra na cor do vestido ou o ilusione;
Tule bordado ou renda com desenho que possibilite o recorte e/ou o rebordado. Mais uma vez repito, não adianta aquelas rendas tipo lingerie que é bem mais barata e tem bastante elasticidade, ela não tem textura e definição de desenho que sirvam para isso. Ela no máximo pode servir de base para um rebordado, mesmo assim tenho minhas duvidas...;
Retalhos do tecido forro ou do tecido principal;
Pedraria, paetês e fitas de cetim ou seda;
Linha invisível;
Linha de bordado (pode ser algodão ou de seda);
Agulhas para bordado;
Bastidor redondo ou de mesa (conforme o caso e a habilidade da costureira);
Busto de moulage;
Muita paciência, dedicação e tempo para fazer tudo com calma.

Foto reprodução

Corte e montagem no bastidor:
Uma vez definido o modelo do vestido podemos proceder de duas maneiras:

Maneira 1 – Primeiro cortar todas as partes do vestido conforme a modelagem, sempre lembrando de marcar a linha da costura nas bordas, pois, fazendo isso não corremos o risco de aplicar o bordado ou a renda na direção errada ou em cima da linha da costura.
Depois disso, colocar o tecido no bastidor, esta parte pode ser um pouco mais complicada justamente porque o tecido já está cortado, então neste caso, aconselho a colocar as partes grandes como saia, calda, véu, etc.. no bastidor grande de mesa e as partes menores no redondo de mão (ver exemplos abaixo). Tomar cuidado para ajustar toda peça da melhor forma possível no bastidor. Para que o bordado fique lindo e bem feito o tecido deve estar bem esticado e firme.
Por ultimo bordamos tudo conforme o gabarito escolhido e previamente desenhado nas partes ou aplicamos os recortes de renda ou de tule bordado e finalmente costuramos o vestido normalmente.

Maneira 2 – Desenhamos no tecido todas as partes do vestido conforme a modelagem e não cortamos nada.
Feito isso colocamos o tecido no bastidor de mesa, desenhamos o gabarito do bordado e começamos o bordar.
O bom desta maneira de fazer é que fica muito mais fácil colocar o tecido no bastidor, pois com o ele inteiro temos sobras suficientes para ajudar no tencionamento.
O cuidado que temos que tomar neste caso é de desenhar muito bem a modelagem/partes do vestido no tecido. No caso do tule, por exemplo, não conseguiremos fazer isso com giz, porque não risca.  Usar a caneta pode ser um pouco perigoso devido a possíveis borrões, daí temos que partir para o alinhavo e isso no mínimo duplica o tempo de feitio do vestido.
Para não ter desenhar com alinhavo, costumo usar caneta altamente lavável de cor clara (amarelo ou bege) quando faço desta forma, assim vou apagando os traços à medida que o bordado vai avançando, mas isso deixa os olhos bem cansados, já que dá mais trabalho para enxergar as linhas clarinhas.
Outra coisa necessária para um bom risco é deixar tecido bem liso na mesa de corte para que as linhas desenhadas sejam uniformes e firmes, caso contrario a modelagem fica deformada.

Para ambas as maneiras, caso seja necessário, depois de bordar com o bastidor, colocamos o vestido já costurado, mas sem forro, no busto de moulage e completamos os bordados e os arremates finais.


Foto reprodução
Bordado em paetês tipo céu estrelado.

 Detalhe do vestido de noiva Elie Saab - Foto reprodução

Bordado tipo céu estrelado com aplicação de pedrarias


Vestido de noiva Elie Saab - Foto reprodução

  

Ferramentas, linhas e agulhas:

Bom, primeiro tenho que dizer que aqui na minha cidade a oferta de materiais para bordado é mínima, quase inexistente, então tenho que me virar com o que tem, por isso tive que improvisar um bastidor de mesa e nem sempre uso a linha mais indicada!

Linhas - Para bordar pedrarias uso linha invisível ou linha normal na cor exata da miçanga ou do paetê. Em caso de ter que fazer desenhos tipo arabescos, uso linha para bordado à maquina em cores metalizadas ou cintilantes.
Caso você more num lugar onde a oferta é grande, não se prive de usar sempre as melhores linhas, isso faz toda a diferença!

Agulhas – Uso a numero 09 da Singer para aplicar as miçangas, paetês, etc. quando o tecido está no bastidor de mão ou no vestido já pronto no busto de moulage.
No bastidor de mesa, para fazer arabescos tenho duas opções de agulha, uma é a de crochê de 0,6mm ou 0,5mm e com ela faço o bordado uso as técnicas indianas (veja link com tutorial abaixo).
A outra é a ferramenta de bordado da Kantan Couture (comprei na Amazon) ela facilita absurdamente o bordado e com a prática o tempo de feitio diminui consideravelmente. Uso a Kantan também para aplicar paetês e miçangas (link com tutorial abaixo também).
Agulha Kantan Couture para bordar no bastidor

Bastidor – Tenho vários tamanhos de bastidor de madeira redondo e uso conforme a necessidade e tamanho da peça a ser bordada.

Como falei acima tive que improvisar um bastidor de mesa (sairia muito caro mandar vir um pelo correio), então fiz o seguinte:
Comprei um quadro de cortiça grande, removi a cortiça, deixando a moldura inteira, cortei a cortiça em tiras da largura da moldura, colei as tiras em cima da madeira da moldura e por baixo colei copos de plástico para servir de pé. Coloco-o em cima da minha mesa de corte e uso tachinhas ou alfinetes de costura para tencionar o tecido (improviso total!!!!).

Tecido tencionado no meu bastidor de mesa improvisado!


Linha, agulhas, tesourinha e risco com hidrocor lavável




Links com vídeo de bordado indiano :




Links com vídeos da Kantan Couture :

 

Aplicações especiais:

Este assunto rende um post exclusivo só para ele, mas vou falar de forma bem rápida só para exemplificar e introduzir o assunto.
Para fazer aplicações de flores uso o tecido principal do vestido ou o forro ou fita de cetim para confeccionar as florezinhas e folhas à parte e depois aplico uma a uma à mão com agulha e linha normal conforme o desenho do bordado.
Tem também bordados que podem ser feitos com fita de cetim ou de seda direto no tecido usando agulha própria para bordar com fitas, elas são aquelas de fundo bem largo (veja foto).
Em outros casos podemos usar barrados, aplicações, golas ou bicos de renda já prontos para formar aqueles acabamentos de decotes, costas ou bainhas.
Quando não encontro uma aplicação de renda já pronta recorto todo o desenho de uma renda inteira e vou dando a forma desejada através do encaixe dos pedaços. Atente sempre para a coerência do desenho e caso seja necessário reborde arabescos para preencher eventuais falhas.
Depois preparo um post com explicações mais detalhadas de como fazer as aplicações, as flores e o bordado com fita direto no tecido.
Para ilustrar melhor temos abaixo alguns exemplos dos bordados que falei:
Vestido de cetim Carolina Herrera - Foto reprodução
Acima temos vestido com aplicação de recorte de renda sobre tule em decote nas costas


Bordado Maison Dior  - Foto reprodução
Aplicação de mini florezinhas com miolo de miçanga sobre o tule



Vestido de tule bordado Marchesa
Vestido de tule bordado Marchesa - Foto reprodução
Neste vestido acima temos um exemplo do bordado com fita direto no tule ilusione



 
Foto reprodução
Detalhe de bordado com fita feito direto no tecido


Vestido com gola em tule bordado Marchesa - Foto reprodução
Bordado com pedras no tule nude



Vestidos de chiffon Elie Saab  - Foto reprodução
No dois vestidos temos aplicações de flores de tecido e paetês

 Vestido de tule bordado Zuhair Murad - Foto reprodução
O tule acima recebeu aplicação de renda conforme a silhueta serea do vestido.


Vestido com aplicação de renda Marchesa - Foto reprodução
Neste temos um recorte de renda aplicado na lateral dando efeito de manga


Vestido de tafetá e tule Giambattista Valli - Foto reprodução
Neste também foram aplicadas flores de tecido no decote e no tule da saia



Ufa, post enorme e isso é só o básico... bom, mas com ele já dá para usar a criatividade e bordar ou rebordar o seu vestido de noiva.
Pretendo falar mais sobre este assunto, mas tem que ser com calma e aos pouco como todo bordado deve ser feito!!!
Espero ter ajudado e boa sorte a todas!
Até o próximo post!