11 de agosto de 2011

Vestido Givenchy verde degradê

Estou fazendo este modelo para uma madrinha de casamento, tive que fazer várias adaptações porque aqui em Salvador estamos ficando sem opções de tecido e aviamento, mas mesmo assim ele ficará lindíssimo!

O modelo é da Givenchy e foi usado por Naomi no casamento do príncipe de Mônaco.


Foto reprodução

Desvendando os mistérios:

Tecido: 3 metros de cetim de seda, se você encontrar ele em degradê, perfeito! Como aqui não encontrei estou fazendo com musseline degradê.

Forro: 3 metros de alfaseda do tom mais escuro do tecido.

Flores: Bordada no cetim depois que o vestido está pronto. Você também pode comprar as flores prontas e aplicar com costura à mão ou fazer-las com o mesmo tecido do vestido e aplicar-las á mão. O meu caso é o terceiro e está ficando bem bacana.

Franja da manga: Eu tive que fazer porque aqui em Salvador não encontramos franjas longas, então basta um tubo de linha para tricô e crochet chamada Rayontex.

Corte: O forro é cortado diferente do cetim.
Forro: Primeiro o corpo com formato espartilho, no tecido em fio reto e entretelado para dar firmeza com corte no meio das costas para colocar o zíper invisível. O zíper pode ser colocado na lateral, eu ponho sempre nas costas por preferência pessoal...
A saia em corte sereia da linha do quadril para baixo também em tecido no fio reto. Deixar na parte das costas uma pequeníssima calda, arrastando somente 10cm no chão.
Cetim: Corte em fio viés sendo a ponta de cima do triangulo será o meio do ombro coberto, vai ajustando ao corpo seguindo a forma sereia. Fiz isso com moulage, mas pode ser feito com modelagem plana sem problemas. As pences são feitas do bico do peito para baixo em direção a lateral.
Achei melhor marcar as pences na moulage, por isso escolhi esse método.
Manga: tecido em viés com formato de trapézio com comprimento que sai do ombro direito (o coberto), cruza as costas (costura na lateral esquerda das costas do vestido na altura da omoplata) e alcança o punho do braço esquerdo sem ficar tencionado ( com bastante folga por sinal), sendo que a base mais larga do trapézio será pregueada e costurada na parte da frente do vestido pelo meio do ombro coberto, e a ponta mais estreita do trapézio será costurada formando um punho de aproximadamente 7cm de comprimento, por onde entra a mão. A manga deve ser dupla face, pois ela só é fechada no punho, então aparece o avesso.

Foto reprodução

Detalhes:
a) Bordado - Tenho as flores já feitas, do mesmo tecido do vestido, então só apliquei com costura à mão formando o desenho conforme o modelo. Outra opção é bordar direto no cetim, caso você saiba e tenha tempo hábil.
b) Franja - Aplicar em toda a volta do punho. Caso você não encontra ela na cor desejada compre o fio branco faça o tingimento com chá natural e um pouco de tintol da cor correspondente.

Bainha: Batida na maquina com no máximo 0,5cm de largura.

Foto reprodução

Aviso importante 1: Se for colocar o zíper nas costas atentar para a costura da manga que tem que ficar toda do lado oposto ao ombro coberto sem atrapalhar o zíper.

Aviso importante 2: Como o forro é espartilhado este modelo dá uma boa ajeitada na cintura e na barriga. Só lembre-se de colocar um sutiã tomara que caia de qualidade para garantir a beleza do busto também.

E mais um vestido foi desvendado. Espero que as dicas sejam úteis e duvidas é só perguntar.

Beijos e até o próximo!